titmaniadeblogarhome

9 lições que os super heróis ensinam às crianças

Os superpoderes vão muito além da imaginação. Descubra como os personagens favoritos das crianças ajudam na educação e no aprendizado

Que todo pai e toda mãe têm superpoderes para trocar fraldas em alta velocidade, braços elásticos para segurar as crianças e a capacidade de ler pensamentos, o seu filho já sabe. O que falta descobrir é como os super-heróis do mundo da fantasia podem fazer parte da educação dos pequenos.

Ser valente e corajoso, fazer o bem, acabar com as injustiças, cuidar dos animais e usar o raciocínio são só algumas das missões que os super-heróis são capazes de realizar na ficção. Para além da telinha, dos livros e do imaginário infantil, eles também têm o poder de ajudar a criança em sua própria compreensão de mundo e construção de valores a partir de exemplos que só existem no faz de conta. Então, deixe o quarto do bebê se transformar em uma sala de cinema com muito aprendizado e efeitos especiais.

Batman, Homem Aranha, Capitão América, As Meninas Super Poderosas, Buzz Lightyear, Mulher Maravilha, Aquaman… Todos eles são capazes de ensinar uma poderosa lição aos pequenos. Saiba como identificar cada uma delas:

Conhecer as responsabilidades

A tia do próprio Homem Aranha já dizia: com grandes poderem vêm grandes responsabilidades. A consciência de que muitas obrigações estão em suas mãos faz com que os super-heróis se esforcem para proteger a família, a cidade e o mundo.

Respeito às diferenças

O Hulk é verde, o Aquaman vive na água, o Coisa é considerado feio… Muitos tipos de diferenças coexistem no universo heroico, e cada uma delas é responsável por uma característica marcante dos personagens, e são elas que os transformam os tornam bem-sucedidos na missão de salvar o mundo.

Ser altruísta

A maioria dos heróis não revela a verdadeira identidade para os demais. Isso porque eles estão mais preocupados em ajudar o próximo do que receber algo em troca pelos serviços prestados. É o bom o velho “fazer o bem sem olhar a quem”.

O trabalho em equipe

O herói pode até ser forte, poderoso e inteligente, mas sem a ajuda de uma equipe, ele não poderia combater o mal. Nem sempre eles têm parceiros, como o Robin, ou formam um grupo heroico, como os X-men, entretanto, por trás de toda a estratégia de combate, sempre há a influência de outro personagem, seja com apoio na luta ou com um simples conversa que faz com que o protagonista encontre uma solução para o mal.

A importância da família

Alguns dos heróis favoritos têm histórias traumáticas em relação aos pais na infância. Outros foram separados da família e alguns, ainda, foram criados justamente devido a solidão do ser humano. Independente de sua origem, todos eles demonstram gratidão e valorizam os momentos em família, seja com os verdadeiros pais e mães, com os adotivos, com seus inventores e até mesmo com seus amigos, que não precisam ser nem feitos de pele e osso, como os brinquedos de Toy Story.

O valor da mulher

Apesar de muitos personagens ainda estigmatizarem o papel feminino, transformando-as em seres indefesos e amedrontados, outros chegaram para empoderá-las. É o caso das três irmãs em As Meninas Superpoderosas e da Mulher Maravilha, que são capazes dos mesmos feitos dos homens na hora de concluir a missão. Em Os Incríveis, por exemplo, a esposa Mulher-Elástica está em pé de igualdade com o marido, o Sr. Incrível, e seus poderes até se complementam na busca pela justiça, reforçando a igualdade entre os gêneros.

Pensar antes de executar

Raciocínio lógico e estratégia são marcas registradas de todo herói. Antes de entrar em combate, eles analisam o cenário, verificam se estão em situação de vantagem e, em caso negativo, se esforçam para estar sempre um passo a frente do inimigo. É como na história do Homem de Ferro, que vai aperfeiçoando a sua armadura a cada novo desafio que precisa combater.

Tudo bem falhar

Muitas vezes, as falhas são encaradas até mesmo com muito humor nos desenhos e nos quadrinhos. Tudo isso para mostrar que os erros com certeza vão acontecer, mas não devem ser vistos como sinais de incompetência. Nem mesmo as adversidades são capazes de fazer os heróis desistirem de seus objetivos: é só tentar fazer tudo de um jeito diferente da próxima vez.

Bem-estar próprio

No tempo em que não estão combatendo o mal, os super-heróis estão envolvidos numa série de outras atividades. O Superman Clark Kent mantém um emprego como jornalista, Bruce Wayne, o Batman, estudou muito sobre as leis para solucionar os crimes na cidade e a Mulher Invisível sabe tudo de biologia. Nos raros momentos de pausa, os personagens estão fazendo algo que os ajudem a se distrair e a aprofundar os conhecimentos sobre o mundo e seus próprios poderes.

Você, mamãe, pode inserir cada uma dessas lições no cotidiano do seu filho. Ler com os pequenos um novo quadrinho ou passar alguns minutos em frente à TV assistindo um filme podem ser novas formas de estabelecer um diálogo capaz de revelar o caráter dos personagens. Além de estimular os vínculos de afeto entre vocês, a dedicação ao universo infantil vai permitir que a criança desenvolva novas percepções e defina seu próprio caráter.

Na infância, até mesmo as atividades mais inocentes acabam resultando em muito aprendizado, principalmente se os pais incentivarem estas oportunidades. Por isso, seja o herói do seu filho e aproveite o universo fantástico para oferecer uma educação de muito respeito e amor ao seu pequeno, que em breve será um adulto repleto de boas referências.